Criei o Motociclista do Bem com o propósito de enriquecer a experiência dos motociclistas brasileiros, sobretudo aqueles que utilizam motos pequenas. Sem o apoio de patrocinadores ou parceiros comerciais resolvi bancar tudo, desde as despesas de produção de conteúdo a hospedagem do site. Sei que com meu modesto conhecimento sobre o mundo das duas rodas ajudar na proteção de vidas.

A vontade de ser um ator social tem alguns anos, apareceu juntamente com o site MotoReport, inaugurado em 2008 e hoje fora do ar. Queria publicar conteúdo relevante com apoio de pessoas experientes, capazes de mudar nosso terrível trânsito nordestino. O MotoReport foi bem bem-sucedido, mas não cumpriu o papel de ser um agente de mudança. Por isso criei o Motociclista do Bem.

Por mais que a estrutura seja simples, ela tem custos que não podem ser bancados com meu salário. Os recursos para bancar esses custos surgem das visualizações e cliques nos anúncios vinculados a este site e aos vídeos da campanha. A conta não é pequena: adquiri filmadora, microfones e outros equipamentos e me desloquei para várias localidades.

Me esforçarei bastante até o fim de 2014 para produzir material de qualidade. Espero que o leitor e o visitante entendam a necessidade de vincular anúncios.

Diego Menezes, criador da campanha e do site Motociclista do Bem