Carros automáticos de até R$ 20 mil

0

Hoje é possível encontrar carros automáticos baratos, entre os populares há opções na faixa dos R$ 50 mil, o que representa cerca de R$ 10 mil de vinte anos atrás. Naquela época, porém, carros automáticos eram bem raros e os poucos que existiam eram versões de luxo de modelos médios ou importados com preços inacessíveis — muito mais de R$ 100 mil em valores atuais.

Isso significa que hoje é complicado encontrar usados baratos que não sejam difíceis de manter, mas selecionamos alguns carros nacionais com câmbio automático e baixo custo de manutenção. Há opções que parecem difíceis de manter, como é o caso dos franceses e do Ford Focus, mas a verdade é que em algumas regiões do Brasil tais carros são menos onerosos porque são bem populares.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Toyota Corolla

A escolha óbvia está disponível em duas gerações e garante confiabilidade e conforto, além de uma versão familiar. A geração mais antiga tem porte compacto, motor 1.8 de 116 cv e câmbio de quatro marchas — esse número de marchas permaneceu até 2014. É possível encontrar exemplares fabricados entre 1998 e 2002 em ótimo estado de conservação por até R$ 14 mil.

Em 2002 a segunda geração nacional trouxe motores novos 1.6 de 110 cv e 1.8 de 136 cv. A carroceria e o entre-eixos aumentaram 14 cm no comprimento e o porta-malas saltou de 406 para 437 litros. A perua Fielder chegou mais tarde, equipada apenas com o 1.8. Na sorte é possível encontrar algum exemplar sedã ou perua por R$ 20 mil.

Os donos de Corolla destacam as qualidades de sempre, como robustez, confiabilidade e eficiência — os motores são econômicos considerando o desempenho que oferecem. Por terem fama de inquebráveis, é importante verificar com mais critério o estado de motor e suspensão. Não é raro donos de Corolla negligenciarem a manutenção.

Honda Civic

Rival do Corolla há décadas, o Civic não poderia deixar de oferecer câmbio automático atrelado ao seu motor 1.6 ou 1.7. Como no Toyota, são quatro marchas intermediando 115 cv ou 130 cv, dependendo da versão. Tem design pacato, porém oferece uma pequena dose de esportividade graças ao motor que chega rápido à faixa vermelha e também à suspensão rígida. Os preços do Civic automático começam em menos de R$ 10 mil para exemplares fabricados a partir de 1998 e passam um pouco do nosso limite naqueles fabricados até 2006, antes do “New Civic” chegar.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Chevrolet Astra

Robusto como um Corolla, esportivo como um Civic. Assim é o Astra, que usa uma confiável transmissão japonesa Aisin de quatro marchas acoplada ao veterano 2.0 de 116 cv. Por fora é um sedã ou hatch bonito, mas por dentro é a cara dos anos 90. Saiba mais no Usado da Vez especial do Astra. Fabricado entre os anos de 1998 e 2011, o Astra automático pode ser encontrado com qualquer uma das três carrocerias (sedã, hatch de duas portas e hatch de quatro), várias versões (GL, GLS e CD) e acessórios bem desejados como teto solar e bancos de couro.

Ford Focus

O custo de manutenção é maior que o das opções anteriores, mas é o preço para se ter motor potente, suspensão de comportamento impecável, bom acabamento interno e um design diferenciado que não envelhece. O motor 2.0 Duratec de 130 cv era acoplado a uma caixa de quatro marchas desenvolvida pela própria Ford com ajuda da Mazda. Disponível como hatch de quatro portas e sedã, o Focus é um carro que compensa seus custos de manutenção oferecendo conforto e prazer ao dirigir bem acima da média.

Leia também

As superwagons mais incríveis

Lá se vão 10 anos desde o fim da produção da Marea Weekend Turbo, nossa última perua esportiva. Tivemos poucas, além da Fiat apenas Parati GTI ...

Powered by themekiller.com