Nova geração do Renault Duster

0

Atualizado em 12/09/17 às 18:20

Sucesso mundial da Renault, produzido em seis países, o Duster já está com sete anos de mercado (cinco no Brasil) e merece uma renovação completa para dar ânimo diante de concorrentes. Baseado na família Logan/Sandero, foi o único que não passou a uma nova geração desde o lançamento. A Renault apresentou a “nova geração”.

O Duster 2018 foi inteiramente renovado por fora e embora a fábrica diga que o carro é completamente novo, é provável que tenha havido aproveitamento de toda a estrutura interna, com melhorias pontuais. O para-brisa foi deslocado 10 cm à frente, mas a silhueta lateral foi mantida, inclusive das janelas. As portas dianteiras são as do Sandero atual, o que indica a perda do vinco em forma de arco sobre elas e a adoção de maçanetas modernas. Os para-lamas proeminentes foram mantidos, o que garante aspecto másculo condizente com a conhecida robustez do Duster.



A versão apresentada pela Renault leva a marca Dacia, que faz parte do mesmo grupo e é direcionada a mercados menos evoluídos. Na dianteira nota-se semelhança com os irmãos Sandero e Logan, e na traseira as lanternas são destacadas e muito parecidas com as do Renegade (e do clássico Ford Galaxie brasileiro). O interior foi completamente reformulado e adotou painel com três difusores centrais circulares e régua de botões sobre os comandos do ar, como no Argo. Permanece a central multimídia LG e há opção por chave presencial e ar-condicionado automático.

Quanto à mecânica da versão brasileira, o motor 1.6 SCe será combinado opcionalmente ao câmbio CVT, como no Captur. A versão automática do 2.0 tem futuro incerto, o mais provável é que deixe a caixa AL4 em favor de uma japonesa de seis marchas, já usada por Renault Scénic e Nissan Qashqai e adequada a carros tração dianteira ou 4×4. Esse câmbio deveria estar no Captur 2.0 desde seu lançamento.

O Duster foi lançado pela marca Dacia em 2009 e tornou-se um sucesso, tendo sido apreciado até mesmo na Europa. Em alguns mercados é vendido pela Nissan com o nome Terrano e algumas alterações estéticas. Nada se sabe sobre a Oroch, lançada em 2015.

Leia também

Moldura para central multimídia

Poucos carros de projeto mais antigo têm espaço no painel para uma central multimídia, e entre eles estão o Corsa “G2” e o Golf. Os ...

Powered by themekiller.com