Usado de luxo ou compacto novo?

0

Na Internet tem proliferado o mito de que é mais interessante comprar um carro de luxo usado pelo mesmo valor de um novo menos equipado, ou mesmo comprar um clássico alemão dos anos 90 em vez de um Onix LT. Bem, a verdade é que nem sempre o bolso aguenta tamanha aventura, principalmente no que diz respeito a seguro.

Mesmo que tenha mesmo valor de um reles Hyundai HB20 1.0, uma BMW 545i ano 2005 mantém ou aumenta o já elevado custo de manutenção de um legítimo alemão, sabidamente cheio de dispositivos eletrônicos e peças de alta performance. Nem é preciso exemplificar com extremos, um 120i 2009 já é capaz de sugar a conta-corrente bem mais rápido do que se imagina.



Como estamos em um capítulo de seguros, vamos a um exemplo prático e bem curioso. Um Cruze LTZ 1.4T completo sai por R$ 122 mil, o mesmo valor de um Audi A3 Attraction 1.4T que tem porte, potência e proposta semelhantes e também é produzido no Brasil. Além de todos os outros custos, o prêmio do Chevrolet é R$ 4709 e do Audi, R$ 8064 — com todas as condições idênticas.

Antes de abraçar uma paixão momentânea — quem nunca ficou tentado em comprar uma “resto de rico”? — é importante cotar o valor do seguro total porque há carros em que uma batida frontal leve é suficiente para declarar perda total. Quando não for possível fazer o seguro total há opção de fazer para terceiros com inclusão de reboque e carro reserva, afinal confiabilidade não é o forte de alguns carros de luxo antigos.



Leia também

Powered by themekiller.com